Veja Suel & Malik Beats no clipe "Ta Foda Nisso" em parceria com Silas e Pheel


Contando com muita ideia reta, temos a chegada real de uma composição forte do rapper Suel. O artista apresenta uma colaboração com o produtor Malik, trazendo referencias diretamente de Chicago, dando vida ao audiovisual batizado "Ta Foda Nisso", drill que ainda conta com as participações de Silas e Pheel.

O single possui instrumental feito por Malik Rockmore, recebendo captação, mixagem e masterização por AlefBeatz em Despair Lab. O clipe chega com direção e filmagem pelas mãos de Emanuismo, sendo editado por Malik Rockmore. Confira abaixo:


Trocamos uma ideia com os artistas sobre a criação do single e as principais ideias, confira abaixo: 

VI$H: Como foi o processo criativo do single?  
SuelEu estava em casa no sossego, fazendo uns corre, e pra ser bem sincero eu já estava cansado da cena do rap porque aqui na cidade tem muito mc brabo, que se garante no que faz, mas também tem muita patifaria, vagabundo com ideia errada, igual em todas as cidades na real. isso tava me deixando meio cansado da cena. 
Ai um dia do nada Malik me mandou uns beats, falando pra mandar umas letras em cima da parada, ai voltou toda aquela empolgação, de fazer rap, voltar pra cena. Sendo bem sincero não teve muito o que pensar não, escutei o beat e comecei a escrever a minha vivencia real, o que eu realmente vivo, e deu no que deu. Tá foda nisso!  

Malik beats: A proposta no começo era ser um Uk drill, ai deixou de ser Uk drill pra ser um drill de chicago, mandei o beat pro Suel, pra ver o que ele achava pra ele encaixar umas letras encima e ele pirou no beat, no estilo... e nessa a gente resolveu fazer uma mixtape toda de Uk drill, a gente procurou uns mc's na cidade que já fizesse um Uk drill de qualidade, logo a gente pensou no Silas e no Pheel. Mas ai vocês devem ta pensando: Mas ta foda nisso não é um Uk drill é um Drill de Chicago, exatamente, no meio do caminho eu resolvi fazer um beat  fora do estilo do Uk drill e acabou que foi o que a gente mais gostou e fechou com os pivete de fazer o som nesse beat. Depois veio a parte de com quem a gente iria gravar, mixar, e masterizar o som, já que eu me considero beatmaker, e não um produtor. E a gente procurou o mais brabo da cidade no assunto, o Alef da Despair lab já participou na produção de artistas como Flacko ngc, Marinho & Delrey ( No hit Lingerie ), Tokio Dk (covil da bruxa), e todos os nomes mais relevantes da cena do Rn, considerado pelos seus números e marcos o produtor mais profissional do rio grande do norte. 

Silas: Acredito que tudo nessa música tenha sido exatamente do nada, inclusive a maneira que escrevi. Fiz a letra em pouco tempo enquanto tomava um café e fumava um beck, não planejava escrever naquele  dia (papo de “a vou escrever isso é agora”) quando gravei a guia vi que tinha ficado bem encaixado com a parte do Suel, geral foi de acordo que ficou bom e então dei por finalizado minha parte!  PheelA inspiração surgiu ao ouvir uma guia de WhatsApp que o Suel e o Silas havia mandado apenas pra mapear o beat e a ordem de quem iria entrar, fiquei pra fechar o som e como membro do mesmo coletivo que o Silas (Despair Lab), a gente tem alguns trabalhos de colab pra sair e como há anos planejava uma com o Suel, foi muito rápido captar a proposta do som.

VI$H: E a gravação do clipe? 
Malik beats: A gravação do clipe foi uma das melhores partes desse trampo, porque foi tudo real vivencia. Geral se encontrou no estúdio pra gravar o som e nessa a gente chamou o fotografo emanuismo, e foi tudo bem do nada, chamamos ele apenas pra tirar umas fotos. Quando ele chegou a gente já tinha derrubado um litro de ballantines, umas cervejas e já tava indo comprar o segundo litro, nessa da gente esvaziando o segundo litro, já começou a rolar a guia do som no estúdio, a gente começou a cantar e o emanuel (emanuismo) começou a gravar, nessa a gente resolveu fazer outros takes, mas seria mais pra divulgação do que um clipe em si saca? ai no dia seguinte geral de ressaca em casa a gente foi ver as cenas e viu que dava pra fazer um clipe, eu peguei essas cenas e comecei a editar mas só pra matar a ansiedade dos mlk de como ficaria, pois após ver que daria pra montar um clipe com as cenas, a gente ia mandar pra uma editora de Sp, pra fazer toda a edição do clipe. Nessa que eu mandei a edição que fiz, geral pirou e entrou em um acordo de eu mesmo finalizar a edição, e assim eu fiz. 

VI$H: A faixa conta com instrumental feito por Malik Beats. Como surgiu essa parceria com o produtor para o single?  
Suel: Então a gente já era parceiro de longa data, éramos fechados com uma banca ai de rap aqui da cidade, mas resolvemos meter o pé, e tamo junto na fita ai ate hoje. A gente chegou a fazer um som ano passado "sabe como é" e depois tanto eu quanto ele parou, foi fazer outros corres se dedicar a outras fita, e um dia ele chegou em mim com uma proposta de som e deu no que deu, fiquei tão empolgado com o resultado do som, que resolvi voltar pra cena!  

VI$H: O single apresenta uma bela sintonia. Conta um pouco como foi trabalhar com Silas e Pheel nesse clipe colaborativo. 
SuelEntão, o Pheel já é fechado comigo a uns tempos, a gente sempre falava em fazer um feat, mas eu estava parado no rap, e cada um nos seus corre, e acabou que não tinha saído até então, a gente sempre conversava sobre, mas nunca rolou. Daí na hora de fazer esse som eu vi a oportunidade de chamar ele e o Silas que faz parte da mesma banca que o pheel que é a Despair lab e o mlk se responde de mais, assim como o pheel, brabos!



VI$H: Qual a principal visão você espera que o público absorva com o clipe "Ta Foda Nisso"?  
SuelSó quero que vejam que, a gente ta foda nisso! o nordeste ta foda nisso! o rio grande do norte ta foda nisso! e todo mundo que faz o corre aqui na cena do Rn, que trabalha real, sem querer atrasar o lado de ninguém, sem querer ficar falando da vida alheia ta foda nisso! Um salve pra geral que mais trabalha do que fala. 

VI$H: O corre de ser artista não é fácil. Conta como tem sido sua caminhada como rapper até aqui. 
Suel: Momentos bons, momentos ruins, treta até umas horas, gente querendo atrasar o lado, gente fortalecendo. Já passei de tudo nessa caminhada, coisas que não podem nem ser citadas aqui pra não depois eu não ir pras grade.  

VI$H: O que podemos esperar do Suel após o lançamento deste clipe? 
SuelProvavelmente próximo mês já vai sair um Uk dril nosso ai, só com real vivencia! História de verdade! Eu e o Malik a gente tá de volta, não tem mais jeito, atura ou surta  

VI$H: Antes de terminar a entrevista, qual recado você deixa para os leitores musicais que estão te conhecendo?  
SuelO recado que eu deixo é pra vocês olhar mais pra cena do nordeste principalmente aqui de Natal que ta rolando muita gente braba pra os lados de cá. Vejo muita gente reclamando que a cena tá ruim, que tá a mesma coisa, mas não procura coisas novas em outros cantos! e é isso tamo junto. 


Siga os artistas
Suel 
Malik
Pheel
Silas