Ranik apresenta oficialmente primeiro single, escute "TASHA"

A nova década tem nos presenteado com o surgimento de novos talentos, embarcando no cenário do trap brasileiro. Diretamente do Distrito Federal, temos a estreia forte do rapper Ranik. O artista de 24 anos, trouxe a chegada de seu primeiro single, oficializando o início de sua caminhada, juntamente com o coletivo Kinoju.


O cantor esbanja qualidade em sua estreia, deixando claro que é um nome a ser observado de perto. O single intitulado "TASHA", conta com produção musical sincera realizada pelas mãos de Vivari e Barcellos,  recebendo produção executiva e artística por Marcim do Península. Escute o trabalho na integra abaixo: 



A VI$H teve o grande de prazer de trocar uma ideia direta com o artista sobre a sua estreia na cena. Flagre o papo abaixo:


VI$H: Você liberou oficialmente seu primeiro single. Qual a principal ideia pretende passar para quem está curtindo este trabalho? 

Ranik: A ideia desse single é trazer uma sensação aconchegante e nostálgica com a referência da serie Todo Mundo Odeia o Chris, isso faz com que a dor retratada na música fique mais melancólica do que triste. E ao mesmo tempo, mostra muito sobre a minha origem lírica, já que comecei escrevendo poesias de amor.


VI$H: Nos conte como funcionou o processo criativo da track? 

Ranik: O processo criativo dessa track foi muito espontâneo. No meio do ano passado escrevi a letra em um typebeat com a intenção de contar uma história de amor. O tempo foi passando, vários outros projetos com o Vivari e o Marcio (produtor executivo) foram tomando forma, e eu já até tinha esquecido dessa letra. Quando nos aproximamos do dia 31 de janeiro de 2020, dia do meu aniversário, o Vivari disse que ia me dar um beat, mix e master de presente. Tres dias depois estávamos no estúdio, eu mostrei a letra pra eles, e em seguida, após identificarmos a vibe real da musica, Vivari e Barcellos cozinharam o beat. A partir daí foi só gravar! 


VI$H: Como foi trabalhar com Vivari e Barcellos na produção musical do single?

Ranik: Foi muito da hora, quando to no estúdio com eles é muito resenha, o trabalho flui com facilidade.


VI$H: Quais são suas principais influências na cena atualmente? 

Ranik: Atualmente, minhas principais influencias gringas na cena são Snopp Dogg e Mac Miller. Já no Brasil Emicida e Costa Gold.


VI$H: Por que a faixa foi escolhida para ser seu single de estreia? 

Ranik: Essa faixa é importante porque conta uma história que molda parte da minha vida. Além disso, sempre curti essa onda mais sadboy/lovesong, é um estilo musical que me faz viajar no passado e enxergar esperança no futuro.


VI$H: Você se encontra trabalhando em um projeto, pode nos revelar algo? 

Ranik: Quem me acompanha no insta sabe que meu produtor tem dor de cabeça comigo, sempre acabo soltando um spoiler kkkkkkk. Mas nesse momento, também estou trabalhando no meu álbum que conta com a presença de 5 faixas inéditas. 4 dessas tracks tem feat, vou falar só dois pra produção não pirar, são eles, abbot e lilfire666.


VI$H: Ser artista não é fácil. Nos conte como tem sido a sua caminhada até. 

Ranik: Apesar de até agora nao ter sido fácil, porque a musica exige dedicação e é so um dos planos que tenho pra vida, a colaboração das pessoas certas junto com muitas noites de dedicação fazem o caminho se tornar menos árduo.


VI$H: Antes de terminar a entrevista, deixe um recado para os ouvintes que estão te conhecendo agora.

Ranik: Apesar de ter muita novidade por vir, quero saber, o que vocês estão achando desse primeiro single?