Melfi chega repleto de sentimentos no belo clipe "Brasa"


O artista Melfi, preenche a cena com qualidade em seu ultimo single liberado. Quebrando as expectativas, temos a presença do músico rompendo com o silencio de seus sentimentos mais árduos, transformando um momento ruim vivido em arte, com o lançamento do belo audiovisual batizado "Brasa".

O audiovisual tem vida com direção de Neno Amorim, recebendo captação e edição na parceria de Nicolas Dezero. A produção ficou por conta de BC Boytendo a assistência dos técnicos Gilmar Meira e Marcão Molina, trazendo lighting por Rodinei Hamaguchi e Shura Slide, contando a participação especial da modelo Roberta Cavalin


A proposta encanta o ouvinte, concedendo uma clara situação vivida e encarada por muitos. O clipe retrata um relacionamento do Lorenzo com um Manequim. Com isso queremos transmitir as falsas relações em que vivemos, onde, na maioria das vezes, um não esta ali para o outro. Assim simbolizando os relacionamentos líquidos da nossa sociedade.

 O single já se encontra disponível nas principais plataformas de streaming. Ouça o artista abaixo pelo Spotify: 


A VI$H, teve o prazer de trocar uma ideia direta com Melfi. Te deixando por dentro de detalhes por trás do lançamento. Flagre abaixo: 

VI$H: Primeiramente, por que o single foi batizado "Brasas"?
Melfi: Acho que fogo representa amor e paixão. A brasa pode tanto virar cinzas quanto causar um incêndio, tudo depende de como a gente alimenta. Por isso, o nome "Brasas".
 
VI$H: Como funcionou o processo criativo da faixa?
Melfi: Eu tava no quarto tocando a guitarra que ela me deu e foi quase que um sopro, veio naturalmente, eu não tava nem pensando em escrever na hora. Acho que eu queria tirar algo do peito.

VI$H: O trabalho traz um assunto marcante e único, sendo interpretado por Lorenzo e o Manequim. O single remete algum acontecimento real que já rolou com o artista?
Melfi: Falando abertamente, a música retrata uma fase do meu relacionamento, onde eu e a Beta tivemos algumas turbulências, acabamos nos afastando e achamos que seria melhor assim... Aliás, eu achei que seria melhor assim. Fiquei em uma fase muito doida da minha vida, mas não em um bom sentido, saca?
 

VI$H: Quais foram as principais influencias por trás deste trabalho?
Melfi: Então, como disse, em questão a letra, acabou sendo um processo bem natural. Mas sem dúvidas, Chorão e Peep foram uma das maiores referências nesse projeto.
 
VI$H: E a gravação do clipe? Nos relate como foi trabalhar ao lado de Neno Amorim na direção do vídeo?
Melfi: Cara, o neno me conhece desde que eu me conheço por gente. Trabalhar com ele foi muito bom e ele sempre me incentivou bastante.
Foi a primeira vez que eu fiz um projeto com uma estrutura dessas, espero que eu possa aprender muito daqui pra frente. Agradeço demais a todos envolvidos do projeto. Neno, Beta, Nicolas, Bc, Rod e sua equipe.
 
VI$H: Ser artista independente não é fácil. Conte como tem sido sua caminhada pela cena até aqui.
Melfi: É como eu disse, foi minha primeira experiência com um projeto com essa estrutura.
Foi uma boa caminhada até chegar nesse resultado. Andei muito em circulo, acho que eu estava preso em uma bolha que dividia o amadorismo e o profissionalismo.
 
VI$H: Você acabou de lançar o single "Brasas". O que podemos esperar do Melfi nos próximos meses?
Melfi: Tenho alguns projetos em andamento e em breve divulgarei informações, mas não posso falar muito sobre. Vivo um dia de cada vez e as vezes é complicado por conta do alto investimento. Mas tudo no seu tempo, há de acontecer!
 
VI$H: Deixe um recado para o público que está conhecendo seu trabalho neste momento:
Melfi: Eu vivo pela arte e sem isso eu não vivo. A todos que estão em prol da cultura, nunca deixem de sonhar! A estrada pode ser longa. Mas quem veio pra fazer história, escreve uma página por dia. Paz, skateboard e muita música!